04.11.2019

Gestão de glosas: como evitar esse problema?

Um dos principais desafios de um hospital ou CDI que atende plano de saúde é fazer a gestão de glosas de forma eficiente. Conforme dados da Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp), a glosa é um problema recorrente em 90% das relações entre hospitais e planos de saúde. A Anahp analisou ainda que houve um crescimento de 9% em problemas de glosa entre os anos de 2017 (3,84%) e 2018 (4,19%).

 

Uma das principais dificuldades que vêm junto com as glosas é a dificuldade em promover o giro de caixa e o faturamento do hospital ou CDI acaba prejudicado.

 

Pensando nisso, preparamos este conteúdo que vai ajudar na gestão de glosas e na própria gestão hospitalar.

 

Os principais tipos de glosas

 

Entre os principais erros que dificultam a gestão de glosas estão: falhas administrativas, técnicas e lineares. Vamos explicar um pouco mais sobre cada uma delas:

 

Administrativas: representam cerca de 90% das glosas e são geradas por inconsistências de dados, erros de informações, preenchimento incorreto de formulários e erros de digitação.

 

Técnicas: esse erro é menos comum e acontece quando há alguma inconsistência de cunho técnico, como dosagem e tipo de medicamento, especificação de exame ou procedimento, descrição incompleta da assistência prestada, entre outros.

 

Linear: esse tipo de glosa acontece quando a operadora não fornece alguma informação ao hospital ou CDI. Isso acaba exigindo um maior cuidado para que glosa possa ser recusada e o faturamento seja garantido.

 

4 dicas para aprimorar a gestão de glosas

 

Para ajudar os hospitais e os CDIs a fazerem a gestão de glosas de forma eficiente, separamos algumas dicas. Coloque em prática essas dicas e certamente o número de glosas irá diminuir.

 

1 – Uso de prontuário eletrônico

 

Não somente para aprimorar a gestão de glosas, o prontuário eletrônico já é uma realidade que vem melhorando a coleta e manutenção dos dados. Alguns dos benefícios dos prontuários eletrônicos são: economia de espaço, maior segurança, portabilidade e padronização.

 

2 – Conhecimento dos processos do plano de saúde

 

Este é outro ponto fundamental, especialmente quando falamos em glosas técnicas. Além disso, conhecer bem cada contrato vai evitar surpresas e geração de glosas lineares — que podem nunca ser faturadas.

 

É importante lembrar que atendimentos realizados por convênios podem demorar de 30 a 60 dias para serem pagos. Além disso, é muito comum que as operadoras utilizem lotes, compostos por diversas guias. É raro o faturamento de guias de forma individual.

 

Conforme a Agência Nacional de Saúde (ANS), existem cerca de 47 milhões de beneficiários de planos e 751 operadoras em ação. Neste ponto é importante ter bem definido qual o total de pacientes que são atendidos de forma particular ou conveniada.

 

3 – Treinamento e capacitação dos funcionários

 

Você já possui uma ferramenta de gestão hospitalar, conhece bem os termos e contratos com as operadoras de planos de saúde, aplica o prontuário eletrônico. O que mais precisa ser feito?

 

É indispensável realizar o treinamento da equipe de funcionários. Além de estarem familiarizados com as diferentes formas e normas das operadoras, é necessário dar atenção a detalhes, como preenchimento de fichas e guias.

 

Outra dica importante para repassar aos funcionários e assim melhorar a gestão de glosas é informar sobre o atendimento de cada cliente. É particular? Possui plano? Qual a operadora e as suas exigências?

 

4 – Uso de ferramentas e softwares de gestão hospitalar

 

Um dos principais problemas do gestor hospitalar são as glosas administrativas. Um meio simples de resolver essa questão é com a contração de uma ferramenta ou software que transforme em digitais os processos feitos de forma manual. Com isso, as glosas devem ter uma queda de até 75%.

 

É importante aqui estar aberto à implementação de Business Intelligence (BI). Atualmente já existem ferramentas como o weKnow Saúde, que é especialista nesta área. Por ter conseguido escalar o uso no segmento, é capaz de entregar uma solução completa e acessível, sem investimentos em aquisição de licenças e sem grandes custos de implementação.

 

Outro benefício das ferramentas voltadas para a gestão hospitalar é ter acesso aos indicadores e assim avaliar qual a principal dificuldade da instituição. O weKnow, por exemplo, possui a vantagem de ter indicadores pré-construídos. Com isso, já no primeiro dia de uso do software é possível ter acesso aos dados da sua instituição, como: glosas aceitas, glosas recuperadas, retorno de glosa, recurso de glosa.

 

Quais dessas dicas seu hospital ou CDI pode implementar para melhorar a gestão de glosas? O software weKnow atende a todas essas necessidades. Desde o prontuário eletrônico até os indicadores de glosas, por exemplo. Além disso, para o treinamento da equipe a empresa oferece a opção de EAD, evitando assim gastos com locomoção e otimizando o tempo da sua equipe.

 

Este conteúdo foi útil? Convidamos você a curtir a nossa página no Facebook e ficar por dentro das novidades sobre saúde e gestão hospitalar.

 

Grupos de Discussão

 

Com a intenção de fomentar as discussões sobre Business Intelligence na área da saúde, estamos divulgando grupos no WhatsApp, Telegram, Facebook e Linkedin. Esses grupos são compostos por profissionais da saúde e por todos aqueles que têm interesse em contribuir com a área.

 

Confira os acessos aos grupos e participe das discussões!
WhatsApp: http://bit.ly/2qf7IgN.
Telegram: http://bit.ly/2KmuE4R.
Facebook: http://bit.ly/2CUBUkl.
Linkedin: http://bit.ly/375CfOL.

Principais publicações

  • 06.12.2019

    LGPD na saúde: saiba quais os impactos e como se adequar

    leia mais

  • 29.10.2020

    Desenvolvedor WEB Front-end Pleno – Joinville/SC

    leia mais

  • 21.09.2020

    Assistente de Projetos de Desenvolvimento – Joinville/SC

    leia mais

  • 20.07.2020

    Analista de Testes Pleno (Joinville/SC)

    leia mais

  • 29.03.2018

    Inspire-se nestes dashboards para aumentar suas receitas

    leia mais

  • 25.08.2020

    Analista/Desenvolvedor Delphi Pleno – Joinville/SC

    leia mais

  • 27.05.2018

    IOT de Joinville – Novo cliente

    leia mais

  • 20.03.2019

    ROGTI – Nova Parceria weKnow no Rio de Janeiro

    leia mais

  • 04.11.2019

    Gestão de glosas: como evitar esse problema?

    leia mais

  • 27.05.2018

    Hospital Santo Antônio de Blumenau – Novo cliente

    leia mais

Veja também

Modelo de gestão de faturamento com uso de BI

LEIA MAIS

Quer
falar
conosco?

Conheça nossa
solução.

Desenvolvedor WEB Front-end Pleno – Joinville/SC

LEIA MAIS

Consultoria
dedicada para
seus indicadores.

Veja quem
já adquiriu.

Veja também

Modelo de gestão de faturamento com uso de BI

LEIA MAIS

Desenvolvedor WEB Front-end Pleno – Joinville/SC

LEIA MAIS
Open chat